Menu fechado

Conheça agora todos os tipos de aposentadoria do INSS!

Banner tipos de aposentadoria do INSS

A aposentadoria é, sem dúvidas, um dos benefícios mais requisitados e desejados. Afinal, quem não almeja descansar e poder ficar em casa recebendo uma remuneração após um longo período de sua vida dedicado ao trabalho, não é mesmo?

Contudo, conhecer os tipos de aposentadoria do INSS e os requisitos de cada um deles é fundamental na hora de se preparar para esse momento e, especialmente, optar pelo benefício mais favorável às suas necessidades.

Dessa maneira, pensando em ajudá-lo, preparamos este post com todos os detalhes sobre cada tipo de aposentadoria. Continue a leitura e confira!

Aposentadoria por idade

A aposentadoria por idade é um benefício voltado especialmente os idosos. Para fazer jus a essa modalidade, é preciso ter a idade de 60 anos, no caso das mulheres, e 65 para os homens. Além disso, é exigido 180 meses de contribuição como carência.

Aqueles que começaram a trabalhar após a reforma da previdência precisarão contar com 65 anos de idade, no caso dos homens, e 62 anos de idade para as mulheres, além de 15 anos de contribuição para as contribuintes do sexo feminino e 20 anos de tempo de contribuição para os do sexo masculino.

Aposentadoria especial

A aposentadoria especial, por sua vez, é um benefício que é concedido às pessoas que trabalham expostas a fatores insalubres ou a agentes que podem comprometer a sua saúde e, por essa razão, podem se aposentar com um período de contribuição mais vantajoso.

Esse tipo de benefício leva em consideração o grau da insalubridade e, a depender do caso, é possível se aposentar com 15, 20 ou 25 anos de trabalho exposto a esse tipo de atividade.

Aposentadoria por invalidez

Mais um dos tipos de aposentadoria do INSS é a aposentadoria por invalidez, que é concedida para os trabalhadores que, em razão de doença ou acidente, tornam-se totalmente e de maneira permanente incapazes para o trabalho. É válido ressaltar, ainda, que a incapacidade deve ser comprovada por meio de uma perícia médica.

Além disso, para fazer jus à sua concessão, é necessário observar outros critérios, como ter se filiado ao regime geral da Previdência Social antes de ter desenvolvido o problema incapacitante para o labor (ou antes de seu agravamento) e respeitar o cumprimento da carência mínima de 12 meses.

Aposentadoria por tempo de contribuição

Por fim, há a aposentadoria por tempo de contribuição. Apesar de ter sido excluída com a reforma da previdência, ela ainda pode ser concedida aos segurados que contam com direito adquirido — ou seja, aqueles que já faziam jus ao seu recebimento antes de a lei ser alterada.

Nessa modalidade, não há idade mínima, e os homens devem contar com ao menos 35 anos de contribuição. Já as mulheres devem ter contribuído por pelo menos 30 anos. Além disso, há a incidência do fator previdenciário.

Para aqueles que antes da reforma da previdência já contribuíam para o INSS e desejam se aposentar com essa modalidade, hoje em dia existem algumas regras de transição para que o beneficiário não seja totalmente prejudicado.

Agora que você já conhece os tipos de aposentadoria do INSS deve ter percebido que cada um deles conta com regras e particularidades distintas. Por essa razão, é necessário fazer um bom planejamento e, especialmente, sempre verificar qual é o melhor tipo de aposentadoria para o seu caso antes de entrar com um pedido — para tanto, o ideal é contar com o auxílio de um advogado especializado.

O que você achou deste post? Nossas dicas foram úteis? Deixe um comentário e nos conte a sua opinião sobre o tema!

Para conferir mais textos como este, siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube. Curta, comente e compartilhe.

Post relacionado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×