Menu fechado

APOSENTADORIA POR IDADE

A aposentadoria por idade é uma das modalidades de aposentadoria possíveis na Previdência Social Brasileira. Ela é concedida para segurados urbanos que atingem determinada faixa etária.

A aposentadoria por idade ainda é a modalidade mais comum, mas a Reforma da Previdência trouxe algumas alterações importantes nas suas regras.

Aposentadoria por idade quem tem esse direito?

A Reforma da Previdência alterou a idade mínima e o tempo de contribuição para aquisição da Aposentadoria por Idade.

Sendo assim, hoje temos duas modalidades de requisitos: uma para quem já havia iniciado as contribuições antes da Reforma, e outra para quem começou a contribuir depois que a Reforma foi aprovada.

Para quem já contribuía antes da Reforma as regras para a aposentadoria por idade são:

  • Ter 65 anos completos de idade para os homens;
  • Ter 60 anos completos de idade para mulheres;
  • Ter contribuído por 15 anos (180 meses), pelo menos;

Mas, para quem iniciou a contribuição após a Reforma, as regras são as seguintes:

  • Homens

– 65 anos de idade completos;

– Carência de 240 contribuições (20 anos);

  • Mulheres

– 62 anos de idade completos;

– Carência de 180 contribuições (15 anos);

Também foi criada uma regra de transição, direcionada para quem começou a contribuir antes da Reforma, mas não completou todos os requisitos para requerer a aposentadoria até o início dela. Nesse caso é preciso ter:

  • Para os homens: 65 anos completos e 15 anos de tempo de contribuição, somando 6 meses a cada ano, a partir de 2020, até atingir 20 anos de contribuição;
  • Para mulheres: 60 anos completos e 15 anos de tempo de contribuição, somando 6 meses a cada ano, a partir de 2020, até atingir 62 anos de idade e 15 anos de tempo de contribuição;

Aposentadoria por idade compulsória

Em geral a aposentadoria por idade acontece por requerimento do próprio segurado. Entretanto, existe uma possibilidade de aposentadoria por idade que é a partir do requerimento no próprio empregador.

Essa modalidade é chamada de aposentadoria por idade compulsória.

Ela é permitida quando o funcionário completa 70 anos, no caso dos homens, e 65 anos, no caso das mulheres, desde que, nos dois casos, tenha sido cumprida a carência de 180 meses de contribuição.

Quando esse requerimento acontece, o segurado tem garantido todos os direitos trabalhistas e rescisórios referentes ao seu contrato de trabalho.

Documentos necessários para requerer a Aposentadoria por Idade

No caso do requerimento da Aposentadoria por Idade são exigidos os seguintes documentos:

  • Documento de Identificação com foto;
  • CPF;
  • Carteira de Trabalho;
  • Carnê de contribuição ou outros documentos que comprovem o pagamento das contribuições necessárias;

No caso dos segurados especiais, também é necessário preencher uma autodeclaração para comprovar essa condição.

Períodos de carência nas diferentes modalidades

·         Empregado ou trabalhador avulso

O tempo de contribuição começa a ser contado a partir da filiação ao INSS. Nesses casos a prestação dos serviços e da existência da contribuição é presumida, mas se no momento de requere o benefício for constatada a falta dos recolhimentos, o indivíduo deverá comprovar o exercício da atividade.

·         Contribuinte Individual ou Facultativo

Para essas modalidades o tempo de contribuição começa a ser contado com o primeiro pagamento realizado em dia, já que a responsabilidade do pagamento e do próprio segurado.

·         Empregado Doméstico

No caso dos empregados domésticos o tempo de contribuição começa a ser computado com o primeiro pagamento em dia. Entretanto, se não for possível comprovar o primeiro pagamento, existe a possibilidade de considerar como início o dia em que o profissional começou a exercer a atividade de empregado doméstico.

Nesse caso específico, o valor do benefício fica condicionado ao valor do salário mínimo. Caso, depois da concessão, o beneficiário conseguir comprovar o primeiro pagamento, pode requerer novo cálculo do valor.

Como calcular o benefício da aposentadoria por idade?

·         Antes da Reforma

Primeiro é preciso determinar o valor do “Salário de benefício” do segurando. Para isso é preciso considerar o número de meses de recolhimento e identificar quantos serão utilizados para apurar a média (mínimo de 80% e máximo de 100%).

Também é preciso verificar o índice de fator previdenciário.

Em geral, o valor da aposentadoria por idade corresponde a 70% do salário de benefício, somado a 1% para cada ano completo de trabalho. O limite é 100% do salário de benefício.

·         Depois da Reforma

Agora o salário de benefício é calculado através da média de todos os salários. Desse valor, o beneficiário recebe 60% e soma-se 2% para cada ano de contribuição acima de 20 anos (homens) ou 15 anos (mulheres). O limite é 100% do salário de benefício.

É possível voltar a trabalhar após a aposentadoria por idade?

Sim. O aposentado não está obrigado a parar de trabalhar. Ele ainda possui os mesmos direitos de um trabalhador comum e nem precisa informar o empregador sobre sua aposentadoria.

O único caso de aposentadoria que impede a continuação do trabalho é a aposentadoria por invalidez.

Conclusão

É importante lembrar que é preciso guardar todos os documentos relativos às contribuições previdenciárias e buscar ajuda de uma especialista para garantir  seus direitos previdenciários.

Se precisar de ajuda, entre em contato por e-mail ou por Whatsapp.

Para conferir mais textos como este, siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

quer saber mais?

Escritório de Advocacia em Caxias do Sul

Entrar em contato

Estamos prontos para lhe atender, nos envie um email ou ligue pra gente.

Escritório de Advocacia em Caxias do Sul

RECEBA O E-BOOK

Descubra gratuitamente estratégias para as perícias médicas